Os principais frameworks para o desenvolvimento mobile em 2018

O desenvolvimento para dispositivos móveis é uma necessidade crescente para praticamente qualquer negócio, e para o desenvolvimento há muitas maneiras de se fazer. São três formas de se escolher a tecnologia: desenvolvimento nativo puro, desenvolvimento híbrido, e através de uma estrutura de multi-plataforma, também chamados de cross-plataform.

Vejamos neste post 3 frameworks que estão bombando em 2018.

NativeScript

nativescript logoO NativeScript tem sido um framework para desenvolvimento móvel muito utilizado nos últimos anos. Com o suporte da Telerik, uma empresa da Progress Software, pode-se criar aplicativos nativos para iOS e Android usando JavaScript, TypeScript ou uma variedade de estruturas, como Angular e Vue.js.

O que torna o NativeScript particularmente interessante é como as APIs da plataforma nativa são acessadas e como o código-fonte é transferido.

Aproveitando o mecanismo JavaScript V8 para Android e o JavaScriptCore para iOS, todas as APIs de dispositivos podem ser acessadas diretamente a partir do código JavaScript. Isso elimina a necessidade de plugins, bem como a necessidade de conhecer Java, Objective-C e Swift. Em tempo de compilação, todos os componentes XML são transpostos para componentes Android e iOS nativos antes de serem empacotados como um binário de aplicativo. Nenhuma WebView está envolvida ao executar aplicativos NativeScript, a menos que explicitamente utilizada. Usando componentes nativos, os aplicativos podem ser executados com desempenho máximo.

Flutter

flutterFlutter surgiu do nada no espaço de desenvolvimento de aplicativos móveis. Com o suporte do Google, pode-se criar aplicativos iOS e Android nativos, mas de forma diferente de algumas outras estruturas de plataforma cruzada. Com o Flutter desenvolve-se aplicativos para Android e iOS usando a linguagem de programação própria do Google, a Dart.

O que torna o Flutter particularmente interessante é que não se usa WebViews para renderizar o aplicativo e também não, componentes nativos da interface do usuário.

O Flutter usa um mecanismo de renderização 2D chamado Skia para criar componentes visuais na tela e, embora esses componentes tenham o mesmo tema dos widgets nativos Material Design e Cupertino, eles não são. O Flutter também oferece a melhor funcionalidade hot-reload da classe, para que o teste possa ser feito sem problemas sem reiniciar o aplicativo.

React Native

reactive nativeO React Native é um concorrente de frameworks como NativeScript e Xamarin, mais por causa de como ele usa componentes nativos ao invés de um WebView ou um framework alternativo como o Skia.

Com o React Native, criam-se aplicativos móveis realmente nativos, no qual os componentes React Native são transpostos para componentes nativos do iOS e do Android, enquanto usam o JavaScript e a estrutura React.

Para quem desenvolve com React para Web, o React Native será uma opção mais fácil no desenvolvimento para dispositivos móveis.

Conclusão

De todas as possíveis soluções de desenvolvimento para dispositivos móveis no mercado em 2018, apresentamos sucitamente três soluções com bastante em voga neste ano. Muitos dizem que estruturas nativas e híbridas serão substituídas pelas multi plataformas como NativeScript, Flutter e React Native para o desenvolvimento de aplicativos para Android e iOS.